Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

O adulto existe para matar o sonho da criança...

Na Idade Média, um monge esteve trezentos anos a ouvindo um rouxinol cantar e teve por aí a ideia do que é a eternidade. Esse milagre é repetido pela criança todos os dias quando brinca. O tempo para ela desaparece,e é o adulto que vem impor-lhe normas de tempo; o adulto existe no mundo da criança para interromper a cada momento a história do monge e do rouxinol. ***

***excerto de -  Uma Antologia -  de Agostinho da Silva