Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

O anoitecer dos corpos

 


Talvez sejas tu quem me espera por entre o reflexo filiforme das sílabas


Escolho-te como se escolhesse uma luz que atravessa o frémito da folhagem


És a minha ficção pousada no papel onde escuto o teu riso


Os teus cabelos lançam gritos ao vento..libertam-se do anoitecer dos corpos


És agora a cor do tecido que me veste a alma...entro em ti e sonho-te


Voo no teu peito onde o dia amanhece e onde a minha voz ecoa


Como hei-de saber o teu nome?


Eu que já não tenho nome e sou apenas a aresta de um pássaro sonhado


Que se move em direcção a um sol embevecido.