Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

O direito à preguiça - Paul Lafargue #3

Um poeta grego do tempo de Cícero, Antipatro,celebrava assim a invenção dos moinhos de água., uma descoberta que iria emancipar as mulheres escravas e trazer de novo a Idade de Ouro:«poupai o braço que faz girar a mó, ó moleiras, e dormi em paz! Que o galo vos avise em vão que já é dia! Deméter impôs às ninfas esse trabalho dos escravos, e ei-las que saltitam alegremente sobre a roda, e que o eixo rola com os seus raios, fazendo rodar a pesada pedra giratória.Vivamos a vida dos nossos primeiros pais e, ociosos, regozijemo-nos com os dons que a deusa concede.»

Isto escrito em 1880 na prisão, continua a ser actual, na verdade a máquina não nos veio libertar, veio escravizar-nos...hoje somos escravos da produção em massa,e vivemos sem tempo para viver......