Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

Poesia

folhasdeluar

Poesia

O vazio existe

Nas sombras da poeira

Vejo silêncios incrustados nos gestos

Das águas

Desprendem-se luminosos desmaios de folhas louras

Gritos de sonhos ascendem aos caminhos

A luz pernoita no silêncio

Corpos secos exalam memórias

Rotas...texturas aromáticas

Línguas estáticas desmaiam na ausência

Um grito sobe na noite...

 

Corre-me uma dormência pelo peito

Vento sem sentido sopra nos triângulos das ruas

Dos céus escorrem folhas outonais

Chãos onde os corpos se alimentam de prazer

As pernas escondem-se no vazio

Os telefones despertam... murmúrios de vazio

Tudo amanhece numa luz fantástica

Tudo se absorve com dedos ondulantes...vagos

Na rua a luz é forte

É impossível ver o quente da manhã

Caem mais folhas...o vazio existe!