Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Odores que não decifro

Perante o inerte silêncio..desnudaste a tua Alma Grande...
Diante da grandiosa ânsia...mostraste que a tristeza é magnífica...
Mas daninha se não contiver em si...Beleza...
Por isso bebo do teu cálice...por isso sinto os teus sintomas
Por isso sinto e sou as tuas dores...
Mas é por isso que resisto a embaraçar-me em lianas desconhecidas
Porque a minha implosão em ti...é um bem precioso..
Por isso me calo....para que me tires o ar...
A mim ...que preciso respirar grandeza...
Como os campos precisam de espaço...
E também preciso respirar essa Alma Grande... desnudada...
Porque é grandeza que não tenho
Porque são palavras que não sei dizer...
Porque são odores que não decifro
Sim... não decifro... eu...que sou apenas um recluso acidental...
Algemado em sentimentos maiores..mas...
Que não pode ser maior...
Do que aquilo que alcança o seu saber.