Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Os Centros de Saúde funcionam em horário de escritório

Nestes últimos tempos temos vindo a deparar com uma crescente vaga de pessoas que têm como último recurso recorrer às urgências hospitalares. Nessas urgências desesperam durante várias horas, chegam a ser 20 horas e mais. Muitas dessas pessoas não sofrem de doenças que tenham como primeiro recurso os hospitais. Mas então como evitar dirigirem-se às urgências hospitalares se os Centros de Saúde não os atendem? Os médicos que trabalham nesses Centros são uma espécie privilegiada. Atendem um pequeno número de doentes por dia, quer dizer por manhã ou tarde, e depois vão à sua vida, que muitas vezes são a continuação da sua actividade nos privados.

 

Posso até dar um exemplo que é o meu. Soube por acaso que tinha mudado de médico de família. Perguntei porquê e eis a resposta: o horário de trabalho dos médicos diminuiu e consequentemente tivémos que diminuir o número de doentes por médico e distribuí-los por outros médicos. Então numa altura de crise, numa altura em que as urgências estão saturadas diminui-se as horas de trabalhos dos médicos que exercem nos Centros de Saúde? Isto é kafkiano.

 

Não deveriam os Centros de Saúde,ser a primeira linha de recurso dos doentes e funcionarem como os hospitais, ou seja, 24 horas por dia e sem limite de atendimento aos utentes? Parece-me que sim.

30 comentários

Comentar post

Pág. 1/2