Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

Para não acordar os medos sorridentes

Por detrás do espelho baço das palavras ergue-se um céu estrelado
Onde se espelha um semblante excessivo que despede chispas inflamadas
Chispas ruborizadas e terríveis que se bebem com enorme lassidão
Porque trazem amor escondido na sua voluptuosidade
E são como cravos vermelhos cravados em degraus de pedra
Que temos que subir...pé-ante-pé...silenciosamente...
Para não acordar os medos sorridentes
Que dormem em vasos feitos de sonhos encantados e cheios de Primaveras
De onde sopra um odor fresco a hibiscos floridos...
E que colocamos como mastros altaneiros sobre a alvura do peito
Anunciando como os repuxos nos lagos...
O nosso amor!