Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Pedras preciosas...

Percorremos noites...somos fogos... corpos...santos

Esmagamos os dias...fracos...laboriosos...

Cavalgamos os gelos e os olhos vagos...

Percorremos lugares sem honra nem glória...

Somos cavalos desferrados...

Consumindo os nossos cascos...no saibro da fatalidade...

Que desçam do espaço os caminhos do sol

Que se ergam as terras e as cidades...e os peitos de gelo...

Que se santifiquem os abraços que nos apertam até à morte

Degolados de prazer dorido...despidos...acesos...santos...

Rolemos na loucura...vermelha...negra...como cadáveres petrificados...

Que a manhã não seja apenas luz...nem a nossa voz abrace o céu...

Que a música floresça nas ruas escuras...e a sorte grite nas florestas...desertas...

Para onde iremos descansar o nosso passo trôpego e desumano?

Quem guardará a memória dos lugares que percorremos?

Quem serão aqueles por quem passámos... e não nos viram...

Mas... que comeram ao nosso lado...as chamas e o fumo...

E que espelhos gritarão que viram tesouros...

Nos olhares refletidos nos relâmpagos faiscantes da nossa vontade...

Espelhados uma orgia de pedras preciosas!

4 comentários

Comentar post