Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Pequenos gestos que engrandecem um homem...

 

antonio_lima_de_faria_i3s_02-300x200.jpg

 

Lima de Faria com 97 anos, cientista português a residir na Suécia, desenvolveu uma teoria que contraria a teoria darwiniana sobre a evolução das espécies, deu-nos alguns exemplos, que agora reproduzo, sobre o que é um grande homem.

 

Quando lhe disseram, por exemplo, que queriam dar o seu nome ao agrupamento de escolas de Cantanhede impôs três condições. Queria que os meninos fossem um dia assistir ao nascer do sol, que tivessem um outro dia dedicado apenas a apanhar minhocas e andar na natureza e que fosse reservado um outro dia ainda para distribuir rebuçados aos alunos. Infelizmente, os pedidos acabaram por nunca ser acatados. “Há sempre uma desculpa.”****

 

Quando lhe disseram que queriam dar o seu nome a uma rua de Cantanhede recusou a homenagem que lhe pareceu uma “coisa altamente estéril” e fez uma contraposta. Preferia que fosse criado um prémio para os melhores alunos do 12ºano. Ficou estipulado que o prémio seria de 750 euros e, mais uma vez, António Lima de Faria tinha condições. Desta vez era só uma: “Um prémio para dar ao melhor aluno no fim do ensino secundário, para rapazes e raparigas, e que fosse dado sem obrigação. Fizessem o que quisessem ao dinheiro, isso era obrigatório.”***

 

Eis alguns dos seus pensamentos:

 

“Sê autêntico. O importante é fazer um trabalho sério. Só o trabalho sério é que perdura.”***

 

Os grandes rios são criados pelos pequenos afluentes.”***

 

A maior mentira não é a que está escrita...é aquela que nunca se escreveu...porque é essa, que pela omissão, permite a manipulação das pessoas...é esse  filtrar permanente da informação que permite que se enganem as pessoas.****

 

****textos tirados do jornal público...