Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

Porque castigamos as crianças?

Porque castigamos as crianças? Esta pergunta obtém da maioria das pessoas a resposta de que é para as educar. Eu não penso assim. Para mim, aquilo que parece óbvio, a educação, esconde outros pressupostos. Um deles é para os ensinar a obedecer. Na verdade o que fazemos ás crianças é torná-las submissas. A criança quando nasce e até determinada idade, é um ser livre. Não pensa se é certo ou errado aquilo que faz. Somos nós, os adultos que atribuímos a classificação aos seus actos. Ora ao classificarmos os actos das crianças não cuidamos de saber o que elas pensam. Achamos que é errado e aplicamos-lhe um castigo. Os pais e até os professores acham que são donos da razão e acontece que o que eles desaprovam,( consoante a sua própria educação) torna-se numa acção errado por parte da criança. A punição acontece apenas porque a criança desobedeceu e não porque errou. É esta a lição que todos aprendemos na escola. O desobedecimento traz consigo o castigo. Ora este tipo de educação ( de que todos nos somos vítimas) para além de não ser racional, só nos ensina a sermos como as ovelhas, a seguir o rebanho , que os educadoras acham que é o “bom” caminho. Na verdade o que queremos incutir na criança é que ela não é livre. Ela é ensinada a obedecer, porque se o não fizer recebe uma punição. E a punição não passa de uma forma encapotada que a sociedade arranjou para manobrar e dominar as pessoas pelo lado do subconsciente. A sociedade não quer rebeldes. Teme-os. É por isso que astuciosamente arranjou forma de dominar essa rebeldia, e nada melhor que a começar a incutir logo desde tenra idade, para que a criança ao chegar a adulto, prossiga o mesmo caminho de aceitação das normas que a sociedade acha que são as correctas. Não! De facto não castigamos as crianças para as educar, mas sim para as dominar.

6 comentários

Comentar post