Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Sei que o tempo é feito de uma música mineral..

Loom_byMShapcott_photoweb.jpg

Sei que a doçura do teu olhar contem o jorrar da luz e o voo das aves

Sei que o tempo é feito de uma música mineral..

Morna como as horas que dormem nas folhas que vagueiam pela areia

Os dias passam como se fossem cinza..

O sangue petrificado das praias é um enorme vazio..lunar

Penso nas coisas reduzidas a simples versos...acompanha-me a exaustão da luz

Que ventos perderia se me sentasse contigo junto ao mar?

Que ruídos se esboçariam na nossa pele se tudo se silenciasse?

Reclino a cabeça sobre as horas..lentas horas onde perece o meu olhar

Sei que posso juntar-me às chuvas e recomeçar a vida em todas as gotas

Posso sentir que caí de um pedestal com tamanho suficiente para esburacar o sangue

Desfilo nos limites do absurdo..como se me sentasse sobre uma geração oblíqua

Percorro todos os claustros..passo as mãos por todas as lâminas

Sonho que os meus passos se recordam desse tempo sem vestígios

Estou aqui...mas solto o meu corpo em todas as direcções...será isto possível?

Será que ainda escuto os uivos da infância?

Poucas coisas me afligem..

Mas o sol que me cabe nas mãos ..é uma inconsistência da imaginação

À minha volta sinto o alheamento das estrelas..ergo a fronte...Thémis olha-me fixamente

Talvez em breve o meu corpo repouse numa arca de cânfora

E as minhas palavras sejam... afinal... apenas mais uma ponta das estrelas

Piso a lama...ignoro a gramática...converso com os mares...faço companhia a Poseidon

E nas conchas renasço...