Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

Poucas palavras...

Há tão poucas palavras a dizer...há tanto fim e tanto céu

Que na obscuridade do infinito se esconde o fim e o princípio de nós...

Somos a substância transparente que habita em todos os lugares

Somos a sumptuosidade tímida da ternura..

Mas somos também a neblina que ofusca os olhos

Quando falamos de desertos desconhecidos

E de futuros densos que já nos habitam...

7 comentários

Comentar post