Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Procura...

Matagais ácidos invadem o meu sonho vegetal

Corre-me no sangue a asfixia de uma insónia

Volto ao tempo das tímidas noites

Sonoras gargalhadas ardem na imensidão de remotos beijos

Erguendo-se como vagas atlânticas...inexplicáveis.

Medo e gritos dobram-se sobre a minha pele seca

Os dedos crescem em desejos de quartzo alucinante

Partir é mais que um tempo... partir é mais que uma memória

Partir é arder na teia do momento em que já não somos mais que um muro sem retorno

Penas de fogo e solene calcário que corrói a ira das sombras

Como se o sangue revelasse ser mais que eu...mais que a viagem ancestral

Muito mais que um tempo passado onde brota o instante em que nasci

Como um fogo que me mostra o rasto de uma procura sem destino.

8 comentários

Comentar post