Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Profundidade

Não digas nada...deixa jorrar os dias em que não sentes dor...

Deixa-os escapar pelas frestas das janelas... escorregar pelas paredes...

Beijar as fotos antigas.

Consegues ver a lua refletida nas fachadas?

E do teu poço profundo ainda jorram agonias?

Os teus olhos ainda estão negros de insónia?

Sabes porque ainda sentes a ausência do mar ?

Deixa o vento matar saudades do teu corpo... foge ao longo da maresia profunda...

Agora és tu que estás aqui...

Mas por quanto tempo te reconhecerás?

 

2 comentários

Comentar post