Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Sinais

É neste silêncio que as azenhas ainda resistem aos sinais do fim

e as estrelas glaciais respiram fundo...consolam a eternidade e dormem juntas

as horas despejam luzes sobre o azul marinho das bocas

impercetivelmente o ar corta a manhã....

e as pedras parecem-se com bocados de eternidade

não há tempo nos escombros de uma imagem

não há tempo no beijo aceso que embarca no veleiro

respiramos a nossa mudez..

como um consolo que gravita na polpa de uma medusa

não temos pressa...somos o nosso próprio refúgio!

2 comentários

Comentar post