Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Sombras...

Uma sombra cai sobre as palavras que não digo

Uma densidade de ruas e calçadas espera pela minha aparição

E eu permaneço...parado...

 

Tudo me parece uma longa rota

Tudo me mostra o seu olhar cansado de sobreviver

Até a mais ínfima pedra me parece... apenas e nada mais que um bocado de alma.

Uma alma empedernida...enfastiada...farta das longas esperas

Porque sabe que no fundo de cada tecto...há uma vela que não arde

E uma porta que não se abre...e uma alma que se cala e fecha...

Dentro de si....

 

Sei que dentro de cada pessoa há uma alameda maciça

E que há um caminho para nunca lá chegar...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.