Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

folhasdeluar

Poesia e cenas do dia-a-dia

Submersão

Chegou...como um grito submerso na boca de um pássaro azul

Chegou...como um pequeno mar que desliza para a finitude da tarde

Trazia consigo um emaranhado de sonhos a corroer-lhe a alma

Trazia refletida em si a luz de um crisântemo

Alumiava-o o perfume das margens suaves do rio

Partiu como um séquito de estrelas a desatar-lhe-lhe a vontade de ser mais além

Pois o tempo...era para ele....uma constelação longínqua...um passo atrás

Pois para ele...não havia tempo...apenas e só...

A submersão nas palavras...

4 comentários

Comentar post