Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Mar cavo...

Avanço como uma dor que dispara sobre os vestígios da névoa Lisas aves desembocam num filtro de luz E sei...que se adormecer...poderei inventar o sonho E espiar o frio que cresce nas flores  

Queda

Pequenos barcos de papel...pequenos dedos a revolver o horizonte Nos silêncios semeados pelo eco da dúvida Uma alma gira...sôfrega de tanto girar...   Empresta-me essa asa que mansamente me afaga Ergo-me como um sopro desenhado pela luz

A floração dos corpos

  Acordo e alguém me diz: envelheceste A noite condensou-se no gelo que bebeste O corpo permaneceu...sagrado Por fora...coberto de presságios...por dentro... Rasgado.   Imóvel...intacto... Sement (...)

Estilhaço...

  Hei-de trazer-te um dia a pedra onde encerrarás as palavras Por ti carregarei o infinito como se ele fosse algo mais que uma sombra   Construí um tempo no coalho dos teus lábios E nem (...)

Gastos são os sonos

Tudo tem o seu lugar, a janela e a luz, o corredor onde dissonam passos e mesmo as coisas que a vida esconde. Tudo tem o seu início, o sonho, as estradas, e até as promessa de amores (...)

As horas vazias..

As horas vazias...as tardes encantadas Sagrada fonte esquecida na noite Penumbra...janela iluminada... O corpo cobre-se de palavras... E a vida escorre pelas linhas desfocadas   Semente de (...)

Sozinho...

  Não importa quem faltou naquele dia Estavam lá os que sabiam o meu nome Estavam lá aqueles que nunca me faltam Estavam lá os que crescem na minha vida como que passa a rasurar os dias Os (...)