Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Flores coloridas

Cogumelo esotérico. Fonte de todos os mundos. Nebulosa evasão. Calcado o chão. Partida fonte dos dias esqueléticos...abraço a abstracção dos instantes. E deponho a minha solidão em (...)

Esterilidades

À noite...quando os relâmpagos enfeitam as clarabóias e a tempestade se despe em longas horas de chuva...eu... por ali fico...misturado com as sensações e com os livros desarrumados.  

Púlpitos

Os dias desprezam os corpos e hipnotizam a alma. E nós...que somos apenas uma sequência de gestos...vivemos hipnotizados pela incompreensível amálgama dos dias. Cabemos onde nada mais cabe. (...)

Asfixia

Asfixiamos. Procuramos vencer o bolor dos dias. As crateras da noite são como nevoeiros concêntricos apropriando-se dos nossos impossíveis sonhos. São veias ilimitadas caindo de bruços (...)

O riso brando das aves.

Espreito a rua por entre uma nesga de tempo. Descubro na imperfeição melancólica da tarde...uma face nua. Uma minuciosa poeira atravessada pelos raios de uma luz indistinta. Baça. Uma paz de (...)

Teias

Teço a minha teia. A Terra percorre o imperturbável espaço. Os dias são pequenas variações cromáticas. E eu percorro a minha indiferença como quem se desfaz de um fato púrpura. Como (...)