Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Impossíveis

Que alívio devemos esperar dos dias que correm sobre tardes sem esperas? Quando surgem as dúvidas como se fossem alvoradas de medo E o vento sopra em caudal de fonte límpida Sobre a nossa (...)

Tempo caído...

Enquanto me perco nas costuras das ruas Aproveito o largo céu para sorrir...   Avanço sobre o promontório onde a luz se despede Deixo a minha sombra nos rochedos Bebo o sangue das falésias E abro o peito sobre a noite que cresce no mar.

Vacilante estrela

És sempre tu minha vacilante estrela Que corre para me sentir os braços És sempre tu minha comprida vela Que se ergue de mim para habitar os espaços   Pegar na luz e oferecer a minha (...)

Gaveta de papel...

Ateio a fogueira onde crio os sonhos Barricado em abismos que transponho.   Do bafo das árvores espreitam as noites Sentado no destino enlouqueço os jardins E a morte...disforme...aquece (...)

Momentos...

Uma sombra fende-se em mil corpos Abre-se como uma rua... Espreito e pico-me nas lantejoulas da lua...   É sempre o mesmo luar a transitar de esquina em esquina É sempre a mesma tumba a (...)

Sejamos memória...

Por vezes quero ouvir-me a estoirar como um desabafo de um cometa Outras vezes quero ser a fúria do mundo e decepar os ventos... Com a imaginação de uma criança...   Um dia (...)