Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

folhasdeluar

folhasdeluar

Nada muda

A tua pele era um imenso mar Uma flor feita de pássaros garridos Há um tempo esquecido em cada cansaço Uma luz que não regressa...uma despedida Perante a tágide que voa no tempo que cai Co (...)

Vértices

No líquido dia rebentei como um triunfo da primavera Olho as algas e flutuo em reminiscências de infância Subterrâneos silêncios são meus cúmplices Desgastam as ondas...iludem Côncav (...)

Corpo nu

O corpo que se esconde do olhar nu O breve espaço do vazio Côncavo ardor do beijo que se solta Toalha de luz que suaviza a distância Súplica do corpo livre...queda vertical No chão nos (...)