Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

folhasdeluar

Poesia e outras palavras.

Tu foges...eu espero

Tu foges...eu espero...corpo entregue ao rio

Ardendo num silêncio gigantesco

Recordo que as feridas da infância

São agora analgésicas emoções

Estranhos fios de água

Lavo-me de todas as datas

Canso-me de todas as janelas...janeiro em febre

Rente a mim suspiram ombros nus

Imensas bocas ardem nas fogueiras...quero que venhas

Mordisco a tristeza que devora os teus olhos

Busco-te em todos os buracos

Acidental peito refastelado em mim

Que não voltarás a amanhecer no asfalto

Sei que não voltarás a destroçar instantes nem espelhos

Navegarás em todos os barcos

Como uma ferida insultuosa...sulfúrica

Incerto destroço em cama abandonada

Fantástica realidade de uma fantasia que sua em bica

Buraco de noite ao amanhecer...

Mundo devorado por espelhos irrefletidos...indiferentes

Como uma tristeza suspensa numa noite de geada

Ou um perfume de galáxia destroçada!

4 comentários

Comentar post