Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Um rio...e nada mais

A vida acaba onde o sonho começa

A vida começa onde o sonho acaba

Tudo é um eco ...sempre repetido...

Sempre imperante...silencioso...

Como a luz que desce das cinzas do luar.

 

Sombra lenta e real

Que cavas nos olhos do silêncio

O fim e o princípio de tudo

E vives numa floresta

Que se revela nas raízes que não vemos

Como se o avesso de amor

Fosse o musgo que se cola à pele

Como uma dor

Disseminada pelo corpo dos dias.

 

Voo de pássaro sem vida

Voo de ave sem fundo

Poço de tudo

Poço de vento...vida

Que a fuligem dos corpos cobre de mistério

Bica se alimenta de águas irreais

E o sonho é apenas um rio

E nada mais....

14 comentários

Comentar post