Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Vazio

Vazia a hora...vazio o vento...vazia a vaga

Que enche o pensamento.

 

Vazio o pranto...vazia a força... vazio o voo da bala

Que cala o pensamento.

 

Vazia a chuva...vazio o tempo...vazia a imagem

Que encanta o pensamento.

 

Vazia a porta...vazia a costa...vazia a rua

Onde se passeia o pensamento.

 

Vazia a mão...vazio o gesto...vazia a dor

Que se acolhe ao pensamento.

 

Mas eu nunca quis ser a rocha rente às vagas

Nem quis afastar de mim o mau tempo

Nunca quis ser a pedra onde o vento embate

Nem a face luminosa da corrente

Vazia...a mente...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.