Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

folhasdeluar

folhasdeluar

Velhos livros

Somos velhos livros com histórias imensas

Estrelas desbotadas..como a luz e a brisa matinal

Olhamos os corações através das palavras...

Escritas nas noites longas...em que morremos de medos.

Dissipamos o nosso olhar pelas estrelas

Entramos nelas como num palácio que não nos quer...

Refletindo a nossa sombra em lagos acetinados e sombrios...

Escavamos com as mãos nuas a solidão...

Que nos entra porta adentro...

Sobe as paredes..poisa nas mesas de cabeceira

Selvagem... como recordações rutilantes...

E nos abre um buraco silencioso nos lábios frementes...

Rasgados pelo roçar nas coisas sem importância...

Que lembram desenhos de antigos amores

E que beijam as portas das cidades...

Procurando nas vielas...as almas ilegíveis...

Ou a estrela que desponta...para nos alumiar!

12 comentários

Comentar post